Testando Creative Crazy Colors da Alfaparf

Hello Weirds! Curtam nossa fã page, sigam nosso instagram @letmebeweird e Snapchat Pamletmebeweird e não percam as news!

Quem me acompanha pelo instagram @letmebeweird já sabe que andei fazendo alguns testes com cores no meu cabelo nesse último mês.
Como já fazia algum tempo que estava esperando o meu cabelo se fortalecer para poder descolorir e colocar uma corzinha diferente nele, finalmente esse dia chegou e comecei esses “testes”. Apesar de ter fortificado, eu ainda não estava tão segura se meu cabelo iria aguentar a química da descoloração e a tintura, então, antes de fazer algo mais radical, eu optei por fazer o procedimento de teste apenas nas pontas dos cabelos, pois, se algo desse errado, eu poderia cortá-lo, e até mesmo se ocorresse o tão temido ‘corte químico’, ele ainda estaria num comprimento legal.

Quando falo ‘teste’, não estou falando de ‘teste de mecha’. Esse teste que estou me referindo é algo que faço depois mesmo de já ter feito o teste de mecha*, e funciona assim: depois de ter feito o teste de mecha e o cabelo ter aceitado bem a química utilizada, ai eu passo para o próximo teste, que consiste em fazer o procedimento em uma parte maior do cabelo (e não somente em uma mecha), para aí ver como o cabelo vai reagir ao procedimento completo durante algum tempo. Se o cabelo, com o tempo, vai ressecar, vai começar a cair, vai precisar de mais hidratação e etc. Então digamos que esse seja um teste “a longo prazo”, para poder observar se o cabelo vai reagir bem às químicas em um período maior.

*lembrando que no teste de mecha você deve pegar uma pequena mecha da parte de trás do cabelo -preferencialmente- e testar a química que você vai utilizar.

Depois de descolorir a parte do cabelo que eu queria, finalmente parti para a ‘tintura’. Na verdade, as  Creative Crazy Colors da Alfaparf são tonalizantes, e a minha primeira escolhida foi a cor Ice Green, que é um tom de verde. Depois de mais ou menos um mês com a ice green, resolvi trocar de cor e testar a Ice Blue.
11703057_1036366113041488_4305253595322672914_n
Sobre a cor Ice Green: Passei mais ou menos 1 mês com essa cor no cabelo, e achei que ela durou bem. Saiu pouco nas primeiras lavagens, e para um tonalizante, segurou bastante a cor durante um bom tempo. Fora isso, a cor não manchou no meu cabelo. Ela cobriu bem toda a parte que colori, e ficou bem uniforme.
Sobre a cor Ice Blue: Achei um pouco mais difícil a aplicação, e manchou mais que a ice green. A durabilidade parece ser boa, mas o cobertura não é tão uniforme (não sei se apliquei errado dessa vez, mas ficou bem irregular).

As duas cores tem um cheirinho bom de tuti-frutti, e hidratam o cabelo!
PINK_zps1b3eea88
Além das cores citadas anteriormente, essa linha da Alfaparf é composta de mais 3 outras cores (com um total de 5 cores) e um diluidor de cores, caso você deseje um tom pastel.
resenha Creative Crazy Colors

O encarte das Creative Crazy Colors explica um pouco de como utilizar os tonalizantes, da uma ideia das cores em uma base branca, e quais bases de cabelo cada tintura é aconselhada ser usada (clique na imagem para ver melhor).

Minha opinião final sobre as cores que usei é que são boas considerando o custo/benefício delas. Por serem tonalizantes bem baratinhos (com preços de 12 a 20 Dilmas), valem muito a pena para o que prometem fazer.

Vale lembrar que, o que funcionou comigo pode não funcionar com vocês. Cada cabelo tem uma reação diferente aos procedimentos de tintura e descoloração. Eu não sou profissional da área. Então, antes de tentar fazer qualquer coisa, se você não estiver segura, procure um profissional para orientar você. 🙂

E ai, quem mais usou? O que acharam?
Qualquer dúvida é só comentar!

XOXO

 


pamela-autoo-let-me-beweird1

Share This:

2 thoughts on “Testando Creative Crazy Colors da Alfaparf

  1. Esse Ice Blue ficou perfeito em você <3 Adorei , eu usei o Keraton Hard Colors e pra mim também funcionou apesar de para algumas pessoas não funcionar tão bem. (Y)

Deixe um Comentário